• Página Inicial
  • Palestra
  • Como correu...
  • Herói da semana
  • Vilão da semana
  • Entrevista
  • Herói da Semana: Lucho González

    24/09/2012

    A escolha mais fácil que tive de fazer nesta rubrica. O escolhido tinha de ser o enorme Lucho González.

    Terça-feira havia jogo de Champions. Todos os jogadores estavam mentalizados disso. No entanto, Lucho recebeu a triste notícia que o sei pai havia falecido, isto tudo horas antes do jogo frente ao Dinamo de Zagreb. O que seria de esperar, era que o nosso capitão se ausentasse desse jogo, na medida que tinha de refletir e processar tudo aquilo.Uma coisa é a vida dos familiares, outra é um jogo de futebol. 

    Mas não. A direção do FC Porto, e o restante plantel, ia apoiar tudo o que Lucho fosse fazer, e ele, qual excelente profissional que é, decidiu, mesmo tendo em conta as circunstâncias, jogar e ajudar a equipa a alcançar os três pontos. Melhor ainda, marcou um golo que tivera prometido ao seu pai, dedicando-lhe o mesmo, como ele próprio o disse:

    "Tinha-lhe dito que ia marcar um golo... É uma situação da vida, estou triste com o que aconteceu, mas com a força dos meus companheiro, corpo técnico e dos dirigentes, pedi para jogar, e tudo correu bem. Sinto-me feliz de alguma maneira por aquilo que aconteceu".

    O Futebol Clube do Porto, após o encontro, decidiu dar ao jogador carta branca para se ausentar, de modo a que pudesse estar presente no funeral e com os seus familiares. Como consequência, faltou ao jogo frente ao Beira-mar. No entanto, os adeptos fizeram questão de cantar durante o jogo o seu nome, levando cartazes, e, tendo inclusive, os Coletivo Ultras 95 levaram uma tarja a homenagear a sua atitude.

       Lucho, mais que um ídolo e um capitão, um senhor!
                                                                                  
     FORÇA "EL COMANDANTE"


    0 comentários:

    Publicar um comentário