• Página Inicial
  • Palestra
  • Como correu...
  • Herói da semana
  • Vilão da semana
  • Entrevista
  • O Fim-de-Semana das Modalidades

    16/10/2012


    No passado Sábado, os portistas puderam acompanhar mais uma "tarde desportiva", com as equipa de Hóquei e de Andebol a defrontarem o Sporting e o Avanca, respectivamente.

    A primeira a entrar em acção foi a equipa de Hóquei, que no fim-de-semana anterior tinha perdido pontos na recepção ao Paço de Arcos. Mas este jogo era diferente. Desde logo pelo nome do adversário, que mesmo não tendo plantel para discutir os primeiros lugares continua a ser um dos maiores rivais do FC Porto. Além disso, havia um pavilhão mais bem composto do que o habitual, e Pinto da Costa estava presente na bancada.

    A diferença entre o jogo da semana anterior e este notou-se também na atitude dos jogadores, e foi visível desde os primeiros instantes da partida. O "carrossel" tinha mais velocidade, a pressão exercida sobre o adversário era maior e era também notória uma maior disponibilidade dos jogadores para o jogo, não receando o cansaço que do maior ritmo imposto poderia resultar.

    A superioridade do FC Porto era indiscutível, e rapidamente se transformou em golos. Aos 4 minutos, Reinaldo Ventura abriu o marcador; um minuto depois, Jorge Silva fez o 2º; Tiago Losna e Vítor Hugo também fizeram o gosto ao... stick, e o intervalo chegou com o marcador a indicar 4-0, favorável aos Dragões.

    A vitória parecia já garantida, e começava a adivinhar-se um resultado dilatado. Com o início da 2ª parte, (re)começou também a chuva de golos. Aos 12 minutos do tempo complementar, o FC Porto já vencia por 9-0. Aos 17' 19' e 22', o marcador voltou a mexer e o resultado fixou-se em 12-0, que haveria de ser o resultado final.

    3 Hat-tricks (Reinaldo Ventura, Jorge Silva e Vítor Hugo), um Bis (de Tiago Losna) e um golo de Ricardo Barreiros ficam registados na memória de um jogo que não terminou sem um momento hilariante. A 2 minutos do fim, Paulo Almeida entendeu por bem excluir Tiago Losna e Reinaldo Ventura, sem que ninguém percebesse muito bem a razão, e deu origem a uma situação de 4 para 2, em jogadores de campo. No entanto, e apesar da vantagem numérica, o Sporting não conseguiu marcar e cada defesa de Nelson Filipe foi festejada como se de um golo se tratasse. Além disso, Paulo Almeida teve também o poder de "acordar" os adeptos presentes no Dragão Caixa, que criaram um ambiente fantástico. Ora veja:

    Às 18h00, foi a vez da equipa de Andebol entrar em campo. O jogo era contra o Avanca, último classificado do campeonato, e adivinhava-se acessível. O FC Porto deslocou no marcador logo por volta dos 10 minutos de jogo, e chegou ao intervalo a vencer por 6-17.Na 2ª parte, o jogo continuou na mesma toada, Obradovic aproveitou para dar minutos aos menos utilizados, e o apito final chegou com o marcador a indicar 23-35, favorável ao FC Porto. ´

    Mais uma vitória para os "Guerreiros de Obradovic", que assim subiram ao 2º lugar da tabela classificativa.

    0 comentários:

    Publicar um comentário